Avaliação

Desempenho

6.3

Praticidade e Versatilidade

8.9

Design e Acabamento

7.4

Limpeza

6.4

Segurança

8.4

Outros Pontos

7.7

Nota Geral

8.1

Custo-Benefício

1

Pontos fortes

  • Display digital visível à distância
  • Cabo de alimentação longo (1,27m)
  • Prático de liberar e manipular o cesto

Pontos fracos

  • Performance baixa
  • Cesto chato de limpar
  • Volume útil abaixo do declarado
Nos apoie para que os testes continuem

Avaliação da Air fryer Arno Super Digital Gfry | Harpyja

Hoje a Arno está com várias fritadeiras sem óleo no mercado, de tamanhos e estilos diferentes. A última deles que testamos foi a Arno Delight, com um cesto similar as fritadeiras tradicionais. A versão desta avaliação é bem diferente, utilizando o sistema onde o cesto também é o coletor.

Nessa configuração de cesto a Arno tem a Compacta, a Moderna e a Super. 

A Super pode ser encontrada em várias configurações: com painel analógico em preto, em inox e também com painel digital, que é o produto desta avaliação!

air fryers arno super

Aparentemente a diferença entre esta Arno Super GFRY e as versões analógicas está principalmente no painel e sensor para controle de temperatura. Toda a parte estrutural, sistema de aquecimento e ventilação parecem iguais. Ou seja, muito dessa avaliação pode ser útil para todos as outras versões da Arno Super. 

O corpo é cilíndrico, discreto. Até a marca na frente é meio apagada (parece que faltou tinta na impressão). Tem 32,8 centímetros de altura, 27 centímetros de largura e 32,5 centímetros de comprimento, incluindo a alça. 

Neste modelo digital todo o corpo é plástico lustroso (polipropileno - plástico mole). No geral o acabamento não é ruim, mas também não se destacou. O acabamento da Arno Delight é superior em diversos aspectos. No topo o plástico é diferente, provavelmente um acrílico fumê. Nessa área o acabamento está melhor. 

O cesto/coletor é declarado com 4,2 litros, mas os números não bateram. O volume máximo do coletor deu 4,5 litros (medindo sem a grade). Quando colocando a grade para alimentos o volume máximo foi somente 3,7 litros. Se for considerar a marcação de nível útil máximo dentro do cesto o volume é 3,2 litros. Não agradou essa diferença de volume declarado versus volume medido.


O acabamento do cesto é bom, sem cantos vivos e o antiaderente está presente em toda a área interna e externa. A parte interna é plástica também com um bom acabamento. 

Utilização

O cesto em si é muito estável para carregar. É um ponto positivo versus os cestos que vem com coletor separado. A peça única garante uma alça mais rígida. 

Para soltar a grade de dentro do cesto é chato. Há somente uma barra metálica no meio da grade, muito similar a air fryer da Semp. Junto com o produto não vem nenhum gancho ou utensílio para facilitar a remoção da peça. Assim que colocada só é para ser removida na limpeza. As borrachas dessa chapa metálica evitamo contato de metal com metal, mas se virar o cesto para remover os alimentos pode ser que junto venha a grade. Ela não fica bem travada no fundo.

A Arno fez um bom trabalho no desenho da porta para poder abrir e fechar. Mesmo que seja encaixada torta ela se alinha e trava no centro. A força para abrir também está bem balanceada, não exige muita força, mas não irá abrir a toa quando manuseando. 

O cabo de alimentação é de ótimo tamanho (1,27m) saindo de trás do produto. Ela tem 4 pezinhos de borracha que seguram o produto bem sobre a bancada.

Painel

O painel é atraente, em azul com o display de tempo e temperatura em ângulo, permitindo enxergar as informações mesmo estando longe da fritadeira. É algo interessante quando comparado com a Oster digital que possui um painel com design mais atraente, mas não é fácil de ver a distância.