Avaliação

Cozinha Eletroportáteis Processadores de Alimentos

Desempenho e Funções

5.7

Conforto Sonoro

6.5

Praticidade

6.8

Limpeza

7.1

Design e Acabamento

6.7

Segurança

9.2

Outros Pontos

7.5

Nota Geral

7.2

Custo-Benefício

1

Pontos fortes

  • Produto disponível em várias cores
  • Pés garantem estabilidade
  • Limpeza do copo é prática

Pontos fracos

  • Tampa chata de travar
  • Copo fino (frágil)
  • Performance limitada
Não perca suas garantias, use nosso app para guarda-las

Avaliação do mini processador Cadence Easy Cut | Harpyja

A linha de mini processadores Easy Cut também acompanha todos os portáteis da linha colors da Cadence. Muitas cores diferentes como amarelo e roxo podem ser encontradas neste produtinho. Esse é o “ataque” maior no design deste mini processador, pois em termos de curvas e tamanho o produto é muito similar a outros do mercado como o recentemente testado mini processador da Multilaser.

A ideia de colocar duas cores é agradável, deixando o corpo em uma cor e a base em branco combinando com o botão, na mesma cor.  O cabo de alimentação também é branco para acompanhar a base e possui um bom tamanho (1 metro) para um produto simples como esse. Os pés são brancos também de uma borracha boa que mantém o produto bem fixo na superfície de trabalho.

O copo é meio genérico, lembrando o Multilaser, o Vicini e o Lenoxx. O copo e tampa são de acrílico, com a borda da tampa e do copo muito finos (borda do copo tem menos de 1 milímetro). É necessário cuidado para não derrubar as peças, pois uma queda pode facilmente quebrá-las. As facas do Cadence Easy Cut também lembram muito os concorrentes citados anteriormente. É uma peça simples de encaixar, fica meio frouxa, mas quando em ação essa folga não parece atrapalhar.


Tampa confusa

A tampa é um item que poderia ter alguns ajustes para ficar mais prática. Ela vem com duas orelhas nas laterais que não encaixam em nada, e ainda podem atrapalhar quando removendo o conjunto (copo, lâmina e tampa) montado do mini processador. A Multilaser soube fazer essa tampa mais simples e mais prática.

Funcionando

Para ligar é necessário que o copo e a tampa estejam bem encaixados. Há sensores para a detecção do encaixe das peças para segurança. Assim como todos os outros mini processadores que testamos há somente a função pulsar. Neste caso a Cadence deixou um botão bem duro para acionar e colocaram uma textura emborrachada nele. É interessante a textura do botão, mas podiam ter deixado o acionamento mais leve. 

No manual a Cadence cita deixar o produto ligado somente por no máximo 15 segundos contínuos, mas quando medindo a potência o produto na maioria dos casos trabalha utilizando menos de um terço da potência nominal. Estranho uma recomendação tão restrita com tanta folga de potência disponível.

Performance

Nos testes que fizemos batemos diversos ingredientes moles e duros para analisar sua eficiência. Sua velocidade de rotação é similar ao Multilaser e seu resultado apresentou similaridade na maioria dos casos. O produto atende o propósito básico, mas não atinge performances tão boas quanto o Black & Decker HC31, que em todos os ingredientes que bateu se saiu melhor que o Cadence Easy Cut.

Algo interessante foi quando batendo ingredientes com dureza média. Na hora de bater mandioca descascada e cortada em cubos, o Cadence easy Cut tem força para cortar, mas não é forte o bastante para picar os cubos. Foi um resultado muito diferente do Black & Decker que picota a mandioca com a mesma eficiência que pica cenouras e cebolas.

O Cadence é barulhento pela velocidade que rotaciona, pois quando comparado com o Multilaser, o Cadence acaba sendo mais de 4dbA mais alto.

Limpeza e Segurança

Nos quesitos de limpeza o conjunto é bem mais prático de limpar que o Black & Decker HC31. Os cantos do copo são quase lisos, o que ajuda para passar uma esponja por completo. As lâminas que são chatinhas de limpar necessitando um escovinha, mas isso aparenta ser algo em comum entre as marcas. Alguma marca que traga uma evolução aqui terá um diferencial interessante na parte de limpeza.


Como dito anteriormente o Cadence Easy Cut possui dois sensores para garantir que as peças estejam bem encaixadas antes de liberar o funcionamento do produto. Não há muitos outros riscos relacionado ao mini processador, até porque garante-se uma estabilidade maior quando forçando o usuário a pressionar o produto contra a bancada para funcionar.

Garantia Curta

O Cadence Easy Cut possui somente seis meses de garantia, diferente da maioria das marcas que oferecem um doze meses. Além disso é bom saber que peças plásticas e lâminas só possuem 3 meses de garantia.

Conclusão

Se está comprando por custo e o Cadence Easy Cut está atrativo neste quesito, pode valer a compra por atender as tarefas básicas de um mini processador. Caso pretenda usar com frequência e o preço dele esteja equiparado com outros produtos similares , é bom pensar um pouco, pois é um produto com copo frágil, performance limitada e com  garantia de somente 6 meses. 


Compartilhe este material:

        


Compre aqui:

Quer receber nossa newsletter?