Avaliação

Segurança

9.2

Outros Pontos

10.0

Praticidade e Limpeza

9.5

Design e Acabamento

10.0

Desempenho

10.0

Funcionalidades Extras

10.0

Nota Geral

10.0

Custo-Benefício

1

Pontos fortes

  • Ótimo Acabamento
  • Potente
  • Ótimo processador

Pontos fracos

  • Pequena variação de velocidade
  • Difícil limpeza da lâmina do processador
  • Fouet barulhento
Nos apoie para que os testes continuem

Avaliação do Mixer Oster QuadriBlade High Power  de 800W

A Oster conseguiu combinar potência, versatilidade e beleza em um mixer com diversas peças e acessórios úteis para aqueles que buscam um produto portátil que possa substituir a tarefa básica de alguns portáteis de casa.

O corpo do motor por si só já impressiona. Acabamento de primeira, com uma chapa grande de inox  destacando os botões e a marca. O corpo é ergonômico com um desenho curvo no topo para encaixar a palma da mão. Além disso essa área é emborrachada. No lado oposto há os dois botões, um para acionar a velocidade máxima e outro para acionar a velocidade selecionada. É possível ajustar uma velocidade usando o seletor de velocidade na parte de cima do corpo. É possível mudar a velocidade enquanto está mantendo o mixer funcionando, o que é muito prático caso deseje partir lento e aos poucos aumentar a velocidade. Os botões poderiam ser um pouco mais rasos, pois é necessário apertar fundo para acionar o produto. 

Fora o corpo onde fica o motor há várias peças que são usadas com as três principais funcionalidades deste Oster Quadriblade: mixer, processador e fouet.  Para facilitar a avaliação vamos passar por cada um de forma separada.

Mixer

Para usar o Mixer é usada a haste de inox com uma lâmina de 4 facas. É uma peça de ótimo design e acabamento. O encaixe da haste é muito prático, basta apertar dois botões que ficam na altura do encaixe da haste no corpo.  Esses botões ficam no corpo e funcionam da mesma forma para encaixar o processador e o fouet.


Junto com o mixer vem um copo de acrílico de 1,25 litros que suporta até 840ml para bater sem transbordar quando usando na velocidade mínima. Há uma marcação precisa de 100 em 100ml.

Na base do copo vem um bônus muito útil. É uma peça emborrachada que quando utilizando o copo garante que o copo não fique andando. Depois de bater, é possível soltar essa base e usá-la na boca do copo. Ela é uma tampa que veda 100%. Apertando no centro da peça ela fecha com facilidade a boca do copo e fica presa. Para abrir é só puxar as bordas. Simples e prático!

Há mais um item extra associado ao mixer em si. É basicamente uma peça plástica que encaixa na ponta da haste para evitar que os cantos de inox risquem a jarra. Usamos essa  peça algumas vezes e ela até atende o propósito. Um dos problemas é o acúmulo de ingredientes que fica ali. O outro problema é ainda maior. O encaixe dessa peça é travado somente por alguns dentes de plástico. Se estiver um pouco mal encaixada ela solta durante o funcionamento e vira parte dos ingredientes para bater. É um erro no encaixe e a peça se destrói dentro da jarra.

Alguns detalhes importantes deste mixer é seu peso e o comprimento da haste. A parte de inox tem perto de 20 centímetros, ou seja pode bater copos fundos. Pode até mesmo ser usada dentro de uma panela de sopa morna para bater ingredientes. O conjunto de corpo e haste não é leve, chegando a quase um quilo. Para muitos pode ser meio chato mantê-lo em funcionamento por muito tempo.

Partida que impressiona

O torque do motor chama a atenção. Assim que é apertado o botão turbo dá para sentir um "tranco" na mão! A velocidade máxima do Oster High Power chega a 17000 rotações por minuto. Isso é praticamente a mesma velocidade máxima dos liquidificadores Oster!

Por um lado isso é bom, mas faltou uma variação maior de velocidades para poder também funcionar em velocidade baixa. Há 18 posições diferentes de velocidade, mas da velocidade mínima para a máxima só é 20% de diferença.Ou seja a velocidade mínima ainda é muito alta e quando batendo vitaminas e frutas é difícil manter o controle na mão com tanta velocidade e potência. Isso reduz um pouco da versatilidade quando se deseja bater mais volume com pedaços de alimentos.

Quando fizemos o teste para bater amendoim com água, era quase impossível garantir que não iria vazar água para fora da jarra. Mesmo com menos de 400ml de água e velocidade mínima assim que os amendoins atingem a lâmina é um a turbulência difícil de domar. Por outro lado o produto corta muito bem. Mesmo alimentos com casca ele picou bem. 

Processador

O processador é composto por 3 peças: o copo de acrílico com marcação boa até 500ml, uma tampa com encaixe para o motor e uma borracha anti derrapante similar a da jarra do mixer embaixo do copo. Essa borracha também tem dupla funcionalidade, evitando do copo derrapar, mas também podendo ser usada como tampa.  A espessura do copo é boa, mais robusto  que a jarra do mixer e com um acabamento superior.


Há uma transmissão na tampa do processador para reduzir a velocidade quando usando o processador. Por sinal essa redução foi bem equilibrada para entregar um bom resultado na função de processamento.

Batemos  grãos, legumes e até pasta de amendoim. O produto conseguiu entregar resultados positivos em todos os casos.  Até mesmo quando batendo amendoim foi possível gerar pasta  em menos de 5 minutos batendo, necessitando somente de uma mexida nos grãos no meio do processo.

A possibilidade de mexer na velocidade contribui ainda mais para a versatilidade do processador. Se tivesse uma variação de velocidade maior, só tornaria-o ainda melhor.

Algo para se atentar aqui é que nunca deve-se usar o copo do processador com o mixer, pois há uma guia no centro do copo para assentar a lâmina do processador. Bater a lâmina ali dentro é um estrago gigantesco , sem contar com a chance de acidente mais sério.  A probabilidade não é muito grande disso acontecer, mas com um pouco de descuido isso é possível.

Outro ponto importante no processador é que depois de removida a lâmina do produto  não se pode colocar ela de volta a não ser que se remova os alimentos. Há um buraco para o encaixe da guia que acumula alimentos dentro e não tem como limpar a fundo essa área.

Fouet

A estrutura para bater ingredientes  leves é composta de duas peças, o fouet e uma caixa de redução de velocidade. Neste caso aqui a velocidade é 12 vezes abaixo da velocidade do mixer.  Dos testes que fizemos essa peça poderia ter uma velocidade maior para garantir melhores resultados.


Quando fazendo claras em neve tivemos um resultado satisfatório para bater as claras, mas quando foi acrescentado o açúcar aí faltou. Depois de bater por mais de 5 minutos tivemos que apelar para uma batedeira para finalizar o processo.

Algo que foi interessante foi o preparo de um bolo de caixinha usando o copo do mixer.  Iniciando o processo com as lâminas do mixer e depois  usando o fouet o resultado do bolo foi satisfatório.

E o ruído?

O mixer quando fora do copo, sem bater nada é extremamente silencioso. Porém quando batendo ingredientes dentro do copo tem muitos elementos que ajudam a gerar barulho. Seja o vortex no líquido, os ingredientes sendo cortados ou mesmo a reverberação do copo. Nessas condições o mixer tem barulho similar a um liquidificador.

O mixer  independente da velocidade ou dos ingredientes ele é barulhento, um pouco abaixo de 80dbA. Mas o mais irritante das três funções o fouet é o mais chato. O barulho das engrenagens na caixa de redução deixa o produto com um som levemente estridente que pode irritar.

Suporte para as peças

A Oster se preocupou em achar um jeito dessas peças serem guardadas juntas. Há um suporte plástico para agregá-las e assim usar que precisa e ter um lugar específico para guardá-las depois. Foi uma peça bem pensada, pois é fácil retirar cada peça e é fácil recolocá-las de volta. A preocupação em deixar impresso o lugar de cada peça também é um ponto a se valorizar. Até o local onde se encaixa a jarra é interessante, pois dá para deixar a peça escorrendo de cabeça para baixo do lado da pia.

Este Mixer Oster QuadBlade High Power pode ser encontrado em preto ou vermelho. O nome dos modelos não é o mais simples de lembrar, mas fica aí para não ter dúvida quando procurando (vermelho: FPSTHB2801 e preto; FPSTHB2800).


Algo que não fez muito sentido é a potência do produto. Em 220V ele possui 800W de potência e em 127V é somente 550W. Seria interessante se ambos tivessem a mesma potência nominal. Nossos testes foram realizados no modelo de 220V com 800W de potência.

Conclusão

O Mixer Oster Quadriblade High Power é um produto que atende bem como um mixer e muito bem como um processador, além de quebrar um galho como batedeira para ingredientes leves.  Seu acabamento e design são de chamar a atenção, além de ter potência suficiente para bater bem o que couber no copo do processador ou na jarra do mixer. Para ser melhor só basta ter uma variação de velocidade maior.




Compartilhe:   

        

Comparar produtos

10.0

Oster QuadriBlade High Power

PreçoR$ 499,90

Potência (W) 800
Garantia Geral (Meses) 12
Volume da jarra (ml) 1249
Tamanho da Haste (cm) 20
Volume do processador (ml) 1190
Peso (Kg) 2.0
Nota de Ruído (processador) 80.5
Nota De Ruído (mixer) 74.6
Comprimento (cm) 28
Largura (cm) 25.5
Altura (cm) 39.2
Porta Fio Nao
Comprimento do Cabo (cm) 156
Material da Jarra Acrílico
Funções Mixer, batedeira e processador
Acessórios fouet, base para guardar produto, processador, 2 tampas, haste
Velocidades 18

Quer receber nossa newsletter?